David Mendes

A história? A história muda a cada objeto desenterrado?
Siga-me

A Escuridão das Luzes



By  David Mendes     15:51    Marcadores: 

Estamos entorpecidos de luz. A luz das cidades, outdoors reluzindo suas cores freneticamente piscantes, o led das lampadas, as cartas de fotos de televisões e telas de computador e celulares. Dirigindo, faróis incandescentes, semáforos coloridos como norma, realces de claridade na retina dos olhos, imagens, cenas, letras…
Sem mencionar aquele som sorrateiro que se esconde na frequência pulsante de todas essas luzes — nenhuma delas, no entanto, são as da Razão!
Ficamos viciados na cegueira branca das bolotas de informações enfiadas em nosso cérebro como pequenas agulhas de dores imperceptíveis aos que já nada possuem dentro da cabeça.
E se digo cabeça, isso se deve à constatação de que muitos dos que caminham pelo mundo o fazem semelhantemente aos burros cujo condicionamento os leva sempre para mais longe de seus mais nobres sentimentos e desejo por mais Vida…
Ela chega mesmo a ser irritante - e se engana quem crê ser tal coisa rabugentice de filósofos, a opressão que nos sufoca não é exatamente aquela exercida pela luz, mas pela contínua e cansativa exposição dos olhos ao frenesi das imagens - que só se exibem com a ajuda desta pesada e insultuosa aparelhagem funesta da extravagância luminosa cujas informações a servem diabolicamente para esvaziar qualquer abismo escuro existente sempre como breu assustador em todos os seres humanos…
E assim compreendemos a causa de tantos odiarem o escuro e o silêncio, ou qualquer sintoma semi patológico que destes podem emergir.
Não gostam de nada profundo, pois temem confrontar a angústia que o silêncio e a ausência de luz lhes pode oferecer. A luz oferece um presente de grego, enquanto te preenche de si, suga todas as mais intensas forças e poderes interiores.
Não é saudável o excesso de refletores, o mundo precisa urgente de escuridão, principalmente a que vem acompanhada pelo silêncio Sagrado.
Mas a luz seduziu a todos com os encantos estéticos de sua própria música, seu domínio, sendo tirano e invasivo, nos tornou cativos, assim como o canto das areias. E neste momento, mesmo onde não há Sol, existem milhares incontáveis de aparelhos atirando projéteis de dependência na órbita dos globos oculares, fazendo seu sujo trabalho de impedir a re-flexão, de modo que é necessário uma grande quantidade de bom senso para evitar quanto mais possível o contato com o dourado dos falsos tesouros que a luz e as imagens podem oferecer.


“Dan Hell”
Curta e Compartilhe a Página Oficial do Autor David Mendes

Sobre o Autor David Mendes

O Escritor Místico nascido na cidade de São Paulo é Autor do Livro "Astral - Uma Viagem sem Volta", puplicado no verão de 2015 e prefaciado por Angie Stanley, Escritora, Psicóloga, Palestrante e ocupante da Cadeira de Número 1 da Academia de Letras Cora Coralina. David está prestes a publicar sua primeira trilogia, "A Loja", e, logo mais, sua Obra mais aguardada por seus leitores, "CID10 - O Diário de Uma Esquizofrênica". Leia a Biografia Completa do Autor.


Antes de sair gostaria de assinar meu Blog?

100% gratuito

atualizado

sem spam